Para os apaixonados por bebês.

Pedagogia
Como lidar com a birra infantil na hora da comida?
24/08/2018 20:20:33

Como lidar com a birra infantil na hora da comida?

Criança faz birra...E na hora da comida, não podia ser diferente. Toda criança vai fazer birra inclusive na hora da alimentação. Os pais terão que aprender a lidar com essas teimosias e tentar diferenciar se a criança está medindo "força" com os pais ou se é uma rejeição a determinados alimentos mesmo. A psicóloga Marganne Dubrule, uma das idealizadoras do Cadê Bebê, responde à essa pergunta.

É muito importante quando os ataques de birra acontecem, os pais pararem e se questionarem o que pode estar acontecendo ali. Para além da recusa do alimento, o que mais que está acontecendo naquela relação, o que a criança está querendo dizer com essa recusa.

Então pode ser muito mais interessante; ao invés de ficar repetindo uma ação de controle, de autoridade, de tentar "domar" essa situação com autoridade (já que os pais também ficam desesperados); dar um passo para trás e tentar entender porque a criança está agindo dessa forma.

Faça outras perguntas para seu filho(a), não só sobre alimentação; mas tente entender o que a criança está tentando mostrar. A criança nesse momento vai se sentir ouvida e respeitada, e isso vai trazer uma mudança muito grande para a relação de vocês.

Quem não passou por isso durante a infância? De ser obrigado a comer algo que não queria ou não gostava, e ter uma lembrança não muito boa desse momento à mesa. Por isso, se policie para que você não tenha o mesmo comportamento com os seus filhos (forçar que a criança coma), e eles não cresçam com intolerância a algum alimento.

Também é muito importante apresentar o máximo de variedade, de diversidade de alimentos que puder. A criança precisa dessa apresentação e que ela venha de um adulto que esteja cuidando dela.

A criança deve ser apresentada à diversidade de texturas, de temperos, de temperaturas; e ela também deve ser convidada a participar desse processo. Elas podem ajudar na cozinha, vendo como os alimentos são preparados, vendo comos os alimentos se transformam. Elas podem ajudar inclusive, dê pequenas tarefas para que elas participem. Essa vivência será muito diferente, é fará uma mudança nela sobre o que é se alimentar e das escolhas que ela faz ao se alimentar.

Crie uma rotina, tente manter o hábito de comer à mesa; sempre nos mesmos horários pelo menos para as 3 principais refeições: hora do café da manhã, hora do almoço e hora do jantar.

Confira nosso novo vídeo sobre birra na hora da comida. Vai te ajudar se seu filho come mal ou te dá trabalho para comer.

Veja mais vídeos sobre maternidade e infância no nosso canal do Youtube Eu Amo meu Bebê. Cadastre-se, curta e compartilhe nossos vídeos!
 

----------------------------------------------------------------------------------

Confira também outros artigos sobre bebês:

----------------------------------------------------------------------------------
 
Você já conhece o Clube Gratuito Eu Amo Meu Bebê?
O Eu Amo Meu Bebê é o primeiro clube de vantagens voltado para gestantes mães recentes   que reúne descontos e promoções exclusivas de diversas empresas em produtos e serviços para o período de gestação e para bebês, além de trazer conteúdos sobre maternidade, gestação, saúde e bem-estar. 
 
Acesse agora e veja desconto especial no espaço do Cadê Bebê.

O Cadê Bebê é um espaço de brincadeira, arte e contato com a natureza. Incentivamos o brincar livre, a criatividade, a exploração e a convivência social. Além disso, oferecemos cursos dirigidos para crianças e bebês de 0 a 6 anos. Os pais ainda podem contar com aulas para gestantes, workshops e palestras, além de um delicioso café, onde é possível descansar ou trabalhar à vontade enquanto os pequenos brincam. Não precisa de reserva, pode ser mensalista ou avulso, basta chegar!

Marganne Dubrule
Formada em Psicologia e apaixonada por crianças e bebês, é uma das idealizadoras do projeto Cadê Bebê.
O Cadê é um espaço de educação e convivência, através do brincar livre para crianças e bebês de 0 a 6 anos e suas famílias.

©2011-2018. Proxy Media. Todos os diretos reservados. | Termos de uso | Quem somos | Artigos