Para os apaixonados por bebês.

Pedagogia
Como falar sobre a morte com as crianças?
26/10/2018 14:41:12

Como tornar o assunto natural?

 

A morte é um assunto difícil de ser abordado até mesmo com adultos, mas que não deve ser evitado de ser tratado com as crianças.

Não existe um momento certo para inserir este assunto, sendo o ideal você sentir que sua criança já é madura o suficiente para entender o assunto ou até alguém próximo à ela vir a falecer.

Os especialistas defendem que, o assunto da morte, nunca deve ser um tabu entre pais e filhos e, por isso, é preciso fazer os pequenos entenderem desde cedo que isso faz parte do ciclo natural da vida.

A idade para se tratar o assunto

Assim como citamos acima, não existe uma idade limite na qual você deve começar a abordar o assunto.

O correto é esperar até que a criança tenha a maturidade para assimilar essa informação ou até alguém próximo vir a falecer.

Entretanto, é preciso saber que, até os 5 anos, a criança ainda não entende o que é a morte irreversível, que aquela pessoa que se foi não irá mais voltar.

Por este motivo, é que você deve educar o seu filho desde cedo a entender os processos básicos da natureza.

Use o exemplo de uma plantinha: a mesma nasce, cresce e um dia adoece e morre, de forma natural e usando conceitos lúdicos e de fácil compreensão.

Usar o feijão plantado no algodão pode ser uma boa experiência lúdica, além dos pais poderem contar com o apoio de livros e canções que tratam do assunto.

Você precisa fazer a criança entender três pontos

Usando o exemplo da plantinha, você precisa fazer a criança compreender os três pontos básicos da vida.

O primeiro é que tudo que está vivo um dia irá morrer, que este é um processo natural da vida e que todos vamos passar por ele.

Segundo, é preciso explicar que quem morreu não irá voltar, explicar a criança que esta é uma condição irreversível.

Por último, você deverá explicar à criança que, depois de morto, a pessoa não tem mais necessidades como comer, dormir e pensar.

Este último ponto é importante para que a criança não personifique a morte, evitando traumas ou achar que a morte é uma pessoa que se pode enganar.

Como dar a notícia de morte?

É muito raro uma criança que não sofra uma perda importante ainda na infância, seja de um ente querido ou até mesmo de um animal de estimação.

O importante é você ter a consciência de que não se deve esconder nada, ou muito menos contar aquelas histórias de que a pessoa falecida virou estrelinha, descansou, dormiu para sempre e afins.

Essas informações podem confundir ainda mais a cabeça da criança e fazerem elas levarem a informação ao pé da letra, achando, por exemplo, que a pessoa que dormiu um dia irá acordar.

Crianças com idade até 10 anos ainda não abstraem e não fazem as mesmas associações que nós em suas cabecinhas... A informação que você der será a que ela irá entender.

Caso seja uma pessoa muito próxima, como os pais que faleceram, explique, se for uma doença grave, o caso e use sempre o exemplo do ciclo da plantinha, mas nunca de a notícia de uma vez.

Você deve sempre usar a palavra morte e estar aberto a responder qualquer dúvida da criança para esta poder assimilar da melhor forma possível a informação.

O significado da morte

Antes de explicar a morte a uma criança, você precisa instalar, de forma concreta, o significado da vida.

Você pode dar conceitos relacionados a sua religião, mas mostre que nem todos acreditam nesta versão.

Explique que, para cada religião, há um conceito de morte diferente, mas lembre-se: o importante é sempre manter a honestidade.

Às vezes um “não sei” pode ser muito melhor do que uma resposta vaga, procure sempre explicações para a dúvida da criança.

A morte deve ser entendida como um processo natural para criança, cabe aos pais terem paciência e amor para saberem explicar e tornar esta assimilação o mais natural possível.

----------------------------------------------------------------------------------

Confira também outros artigos sobre bebês:

----------------------------------------------------------------------------------

Você já conhece o Clube Gratuito Eu Amo Meu Bebê?

Eu Amo Meu Bebê é o primeiro clube de vantagens voltado para gestantes e mães recentes que reúne descontos e promoções exclusivas de diversas empresas em produtos e serviços para o período de gestação e para bebês, além de trazer conteúdos sobre maternidade, gestação, saúde e bem-estar. 

Acesse agora e veja desconto especial para as gestantes e mamães em diversas categorias.

Eu Amo meu Bebê
Somos um clube de vantagens gratuito para gestantes e mamães economizarem no dia-a-dia. Aqui no blog, compartilhamos dicas e depoimentos que achamos mais legais.

©2011-2018. Proxy Media. Todos os diretos reservados. | Termos de uso | Quem somos | Artigos